Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

5 Adaptações Cinematográficas muito boas

Se um livro é bom (e mesmo que não seja assim tanto) é certo e sabido que alguém lhe vai pegar para transformar em filme. Algumas adaptações saem assim-assim, outras não valem nada, mas há umas que se tornam filmes do caraças e é dessas que vos venho falar. Daquelas histórias que lemos e são muito boas, mas depois o filme também o é e já nem sabemos se preferimos o filme ou o livro. Seja porque o realizador fez um trabalho brilhante, seja porque os actores deram tudo e têm interpretações excelentes, seja porque, mesmo já conhecendo e gostando da história, o filme nos conseguiu surpreender pela positiva, ou ainda porque criou ambientes e personagens tal e qual tínhamos imaginado ao ler a história. 

 

TheHelp_cartaz-horz.jpg

 

The Help / As serviçais 

O livro é espetacular, tornou-se num dos meus preferidos, mas o filme não lhe fica nada atrás. Tem algumas mudanças em relação ao livro, como é normal, mas nada que atrapalhe a experiência de ver esta história personificada por Viola Davis, Emma Stone e Octavia Spencer, que ganhou Óscar de Melhor Actriz Secundária no papel de Minnie. É uma história incrível que merece ser lida, ser vista e ser partilhada. Vale muito, muito a pena ver o filme. 

Classificação filme: 9/10

 

The wolf of Wall Street / O Lobo de Wall Street

Se dizem que o livro é bom, então não sei o que o filme é. O Leo DiCaprio está brutal, é um dos papeis dele de que mais gosto. De certeza que o senhor Jordan Belfort, corretor da bolsa nova-iorquino, cuja história inspirou o livro, se sentiu lisongeado por ter um filme tão bom a contar como conseguiu atingir a sua gigantesca fortuna aos vinte e poucos anos. 

Classificação filme: 8/10

 

The Fault In Our Stars / A Culpa é das Estrelas 

Está nesta lista porque o livro foi o YA que mais gostei nos últimos anos (li-o em 2014) e estava à espera que o filme fosse fraquinho. Mas surpreendeu-me pela positiva. A Shailene Woodley e o Ensel Elgort estão muito bem nos papéis de Hazel e Gus, dão credibilidade às personagens e saíram exatamente como os imaginei quando li o livro. Curiosidade: o filme fez-me chorar e o livro não. 

Classificação filme: 7/10

 

Into the Wild / O Lado Selvagem 

É um dos meus filmes preferidos de sempre. Baseado na história verídica de Christopher McCandless, um jovem americano que mal sai da Universidade aos 22 anos, decide prescindir da sua vida privilegiada e partir em busca de aventura. Deixa para trás os bens materiais e segue à procura de um ideal de vida onde a natureza e a solidão se completam. Toda a história tem um significado díficil de explicar para quem ainda não a conhece. Tocou-me muito, fez-me pensar na vida, nas pessoas que me rodeiam e, sobretudo, no conceito de felicidade. Confesso que não li o livro, mas quero muito, porque se o filme é profundo, imagino o livro... É daqueles filmes que toda a gente devia ver.

Classificação filme: 9/10

 

Quarto / Room 

A Brie Larson ganhou Óscar de Melhor Actriz com este filme e o miúdo, Jacob Trembley, também devia ter ganho um. É uma história dura, angustiante, revoltante, mas as interpretações no filme são imperdíveis. O amor daquela mãe pelo filho, fruto de anos de violação, é lindo. Tudo o que ela faz para lhe criar um mundo dentro de uma cave miníma e nojenta é de cortar o coração. É um filme muito bom!

Classificação filme: 8/10

 

7 comentários

Comentar post