Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

Comecei a ler Harry Potter...

Peguei-lhe na sexta-feira à noite, antes do jantar, li dois capítulos. Mais tarde, já na cama quentinha e confortável, li mais uns três. 80 páginas de Harry Potter no primeiro dia. No sábado passei o dia com a história na cabeça: o miúdo que não sabia que era feiticeiro, os pais que morreram, de onde vem a cicatriz, aqueles tios que são intragáveis, a vontade de dar dois estalos no primo badocha, ahhh conseguiu receber a carta de Hogwarts, boa!!! Ao fim do dia li mais cinco capítulos, mais 110 páginas. Espero conseguir terminar hoje, são 127 páginas para ler. 

 

FullSizeRender (24).jpg

 

Confirmo que é um verdadeiro page turner. Não esperava eu outra coisa. Gosto de livros que me fazem não reparar nas páginas a passar. E apesar de já ter visto o primeiro filme há alguns anos, não me lembrava de quase nada, a não ser da cara do Harry, do Ron, da Hermione, do Malfoy e de alguns professores, do jogo Quidditch, do cão das três cabeças e pouco mais. Acredito que quem leu os livros assim que saíram fez um exercício brutal de imaginação. É inevitável, hoje em dia, eu já ter uma imagem formada do Harry, do Dumbledore e por aí fora. Ainda assim, por não me lembrar de tudo, consegui brincar um bocadinho com a imaginação. Até porque vi os três primeiros filmes há tantos anos, que há pormenores que se escapuliram completamente da minha memória. 

 

Pensamentos até agora:

- Uma família que não o compreende nem assume que está ali um miúdo especial só me lembrava a história da Matilda. 

- Claro que o primo Dudley é gordo e estúpido. Clássico. 

- Adorava ter uma coruja de estimação.

- Miúdos como o Malfoy são importantes para contrabalançar o bem. Esta dicotomia entre o bem e o mal é essencial. 

- Acho que me lembro de qualquer coisa como o Snape afinal não odiar o Harry, apesar de querer passar essa imagem. 

- Acho a Hermione chatinha, até agora. 

- Apesar de Fantasia não ser o meu género favorito, estou a gostar deste mundo de magia e feitiçaria, por criar possibilidades e escapatórias a situações que de outra forma não seriam possíveis. É bom sair um bocadinho da realidade, de vez em quando, e ler este tipo de ficção. 

 

Quando acabar de ler o livro, faço uma opinião mais formada. Mas estou a gostar muito até agora. Por favor, não me dêem spoilers. 

6 comentários

Comentar post