Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

21
Fev17

FILMES | Hell or High Water

hell_or_high_water.jpg

 

Não esperava nada deste filme, não tinha expectativas e pouco sabia sobre ele. Que boa surpresa foi! Nomeado para Melhor Filme, Melhor Argumento Original e com Jeff Bridges indicado para Melhor Actor Secundário, apenas sabia que nos apresentava dois irmãos bandidos. Ninguém me disse que era um filme mesmo giro, que nos prendia do início ao fim pelo desejo de saber como tudo ia acabar e, também ninguém me disse que o Chris Pine estava a provocar várias poças de baba pelos cinemas do mundo fora. 

 

Então, resumindo, sem dar spoilers, dois irmãos, do Texas, decidem começar a assaltar bancos, nunca levando grandes quantias de dinheiro. Assaltam sempre sucursais do mesmo banco que está a penhorar a propriedade da família. Percebemos no primeiro assalto, na primeira cena, que um deles não se sente muito confortável naquele papel. Percebemos depois que esse, Toby, é divrocidado e quer apenas assegurar uma vida melhor para os filhos, enquanto Tanner, já esteve preso e faz aquilo por desporto. Este esquema parece resultar até entrar ao barulho Marcus Hamilton (Jeff Bridges), um Ranger texano, à procura de um triunfo final antes da reforma. Os caminhos deles vão-se cruzar e mais não conto.

 

thumbnail.jpg

 

O filme tem pequenas personagens que adorei, como a empregada gordinha do restaurante que faz tudo para defender os criminosos, a empregava mais velha de outro restaurante, super mandona e autoritária, e mesmo Alberto, o colega Ranger de Marcus, com quem troca constantemente piadas de questões raciais. Adoro o diálogo da cena final entre Toby e Marcus. Acho que toda a história está bem construída, as peças vão-se encaixando e, apesar de conseguirmos prever algumas cenas, há acontecimentos que nos apanham desprevenidos. Fiquei ainda mais surpreendida quando me apercebi que o filme foi escrito por Taylor Sheridon, que também escreveu "Sicario", filme que vi o ano passado e detestei. Por fim, aquelas paisagens texanas e a banda sonora, que assenta como uma luva, fazem-nos entrar completamente no espírito dos filmes de cowboys, agora adaptados ao século XXI. Dou-lhe 8/10. 

 

Outros nomeados para Melhor Filme:

Manchester by the Sea

Hidden Figures

Fences

Moonlight