Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

RESUMO | MARÇO 2017

resumo-sayhellotomybooks-março.png

 

Mais vale tarde, que nunca, não é verdade? Estamos quase na Páscoa, mas o resumo de Março ainda vai muito a tempo. Não li nem vi tudo o que tinha destinado, mas está tudo bem. Vi filmes óptimos, vi muuuitos episódios de séries e li livros dentro da média que costumo ler.  

 

Li 5 Livros

Não segui exatamente a TBR que tinha para este mês. Não li alguns que estavam na lista, li outros que não estavam. Fui até ao Chile dentro do projeto 12 países, 12 países, 12 livros, li ficção e não ficção, e o meu preferido do mês foi "O Talentoso Mr. Ripley".

 

livros-março.jpg

 

O Reino do Dragão de Ouro, Isabel Allende - 3/5

A Gata Branca, Condessa de Aulnoy - 3/5

O Talentoso Mr. Ripley, Patricia Highsmith - 5/5 

Os Pássaros de Seda, Rosa Lobato de Faria, 4/5

Muito mais que 5inco minutos, Kéfera Buchman - 2/5

 

 

Vi 7 Filmes

Ter ficado sem computador a meio do mês dificultou-me a vida. Vejo tudo no computador. Mas, ainda assim, consegui ver vários dos filmes que queria. Realizadoras mulheres, personagens femininas fortes, o meu projecto 12 meses para 2017, a magia da Disney...houve de tudo. Preferido do mês: Mustang

filmes-março.jpg

 

A Dama de Ferro, Phillyda Lloyd (2011) - 7/10                         

Mustang, Deniz Gamze Erguven (2015) - 9/10                           

As Sufragistas, Sarah Gavron (2015) - 6/10                             

Big, Penny Marshall (1988) - 7/10                                             

Beauty and the Beast, Biil Condon (2017) - 7/10

O talentoso Mr. Ripley, Anthony Minghella (1999) - 8/10

Taken, Pierre Morel (2008) - 6/10

 

Vi 6 Séries (40 episódios)

Como disse, no mês passado, queria começar a ver House do início. E comecei. Uma temporada por mês. Entretanto terminei a terceira temporada de HTGAWM e dei seguimento e outras que ando a ver.

series.jpg

 

House - Temporada 1 (1-22) - Maravilhoso. Um dos melhores personagens de sempre. A série é incrível. Nunca a tinha visto toda seguida, ia vendo episódios soltos. Há coisas que fazem mais sentido agora. 

How to get away with murder - Temporada 3 (10-15) - Foi a temporada que menos gostei, mas ainda assim, gostei muito. Numa época em que sinto que vários filmes e séries são previsiveis, esta consegue SEMPRE surpreender-me, mesmo quando acho que sei o que vai acontecer. Adoro. 

Big Little Lies - Temporada 1 (3-6) - A série foi-me conquistando. Quero fazer um post sobre ela. 

Grey's Anatomy - Temporada 13 (15-17) - Continua chatinha, sem graça, longe de me pôr o coração a bater e os olhos a lacrimejar como nos bons velhos tempos. 

The Crown - temporada 1 (4-5) - É uma série muito bem feita. É. Mas há qualquer coisa que me deixa enfadada e ainda não consegui terminá-la. Só vi dois episódios o mês todo. 

Modern Family -Temporada 8 (15-17) - Põe-me sempre bem-disposta. Não há como não amar o Cam e o Phill.

 

 

RESUMO | JANEIRO 2017

RESUMO | FEVEREIRO 2017

 

TOTAL 2017: 11 livros / 26 filmes / 82 episódios (11 séries)

E não é que ganharam todos os que eu queria?

oscar-6.png

 

Domingo, às 18h20, partilhei isto no meu Facebook:

"Depois de ver todos os filmes nomeados e mais alguns... A torcer pelo Moonlight, pelo Casey Affleck (se for para o Denzel também vai bem), dividida entre a Emma Stone e a Isabelle Hupert, e ansiosa para ver a Viola com a estatueta. Está quase."

 

Umas boas horas depois concretizou-se tudo o que eu queria. Moonlight ganhou, num momento com pouca glória é certo, mas fiquei feliz. Casey Affleck, íncrivel em Manchester by the Sea levou a estatueta de Melhor Actor e Emma Stone de Melhor Actriz, ainda que tenha tido pena que a Isabelle Hupert tenha saído de mãos a abanar e a Natalie Portman não tenha tido o devido reconhecimento pelo trabalho irrepreensível que fez para se tornar na Jackie Kennedy. Mahershala Ali ganhou Melhor Actor Secundário, uma categoria em que não tinha um preferido, mas fiquei contente até porque este homem tem uma pinta do caraças e é sempre bom ter mais tempo para olhar para ele. E a minha querida Viola Davis, uma das melhores actrizes da sua geração, foi finalmente oscarizada. Muito, muito feliz.

 

De resto, a entrada do Justin Timberlake foi óptima, um boost de energia para começar a cerimónia. Jimmy Kimmel, de quem nem sou muito fã, esteve muito bem, as piadas deles com o Matt Damon resultaram a noite toda, o momento Rei Leão com o Sunny Pawar foi bem metido e aquela ovation em pé à Meryl Streep foi um óptimo momento de está-masé-caladinho-oh-trump! E ainda vi o meu Leo voltar àquele palco. #suspiro

 

Tirando isso, há erros imperdoáveis nesta edição e não estou só a falar do erro épico do envelope, mas de porem a fotografia de uma pessoa viva no vídeo de memória aos artistas que morreram durante o ano passado. Várias cabeças rolaram depois da gala de certeza. E temos ainda o prémio de maior aziado da noite que foi claramente para o Denzel. Era o preferido de muitos, mas calma bebé...já tens dois em casa. Podia ter mostrado um bocadinho mais de humildade quando Casey subiu ao palco e lhe agradeceu. Nem um sorriso esboçou.

denzel_1-large_trans_NvBQzQNjv4BqfmWw8ZtkYoKgUQYLf

 

Enfim. Para o ano estaremos cá. Até 2018!

Maratona Literária Fusão 2 - Conclusão

A segunda edição da Maratona Literária Fusão aconteceu de 17 a 28 de Dezembro. E vocês perguntam: Correu bem? Posso dizer que sim. Correu melhor que a primeira? Não. Então porquê? Porque na primeira edição, que aconteceu durante duas semanas no Verão, consegui ler os cinco livros a que me propus. Desta vez, a meta era ler quatro livros, que defini segundo as categorias, mas acabei por não conseguir pegar em todos. Só li três.

 

A Maratona durava uma semana e meia e pelo meio aconteceu o Natal. Entre trabalho, dias mais ocupados que o normal entre compras aqui e ali, jantares de Natal e aniversários e o fim de semana do Natal cheio, não consegui ler sequer uma página durante alguns dias. É uma época realmente complicada, porque há muita coisa a fazer e sei que muita gente que participou na Maratona sentiu o mesmo. 

 

_MG_5116(2)-horz2.jpg

 

Então, o que li:

 

A longa estrada para casa, Saroo Brierley

(Ignora a capa e lê o livro. Escolhe um livro com uma capa feia que dói) 

Foi o primeiro livro que li para a Maratona e amei. 5 estrelas. É um livro de não-ficção, que conta a história de Saroo, um menino indiano que se perdeu da família quando tinha 5 anos e acabou por ser adoptado por uma família australiana e ir viver para a Austrália. Aos 30 decide procurar as origens sem sequer se lembrar do nome da sua cidade natal. Acaba por recorrer ao Google Maps e o resto têm que ler para saber. Vale muito a pena. Quero fazer um post só sobre as coisas incríveis que este livro contou e que me marcaram imenso.

 

Um rapaz chamado Natal, Matt Haig

(O Natal é das crianças." Um livro com uma criança/adolescente como protagonista)

Apetecia-me uma leitura natalícia, que metesse magia, elfos, duendes, renas, amor e mensagens bonitas. E este livro deu-me isso tudo. Conta a história de Nicolau, um miúdo pobre que parte em busca do pai que viajou para Norte e não voltou. Pelo meio do caminho e das dificuldade, encontra a cidade dos elfos e, ao contrário do que esperava, não é assim tão bem recebido. Este livro, lançado em 2015, pode perfeitamente tornar-se numa tradição de Natal. É muito fofo. 4 estrelas. 

 

A Christmas Carol, Charles Dickens

(O ano está a acabar. Aquele livro que andas a dizer desde o ano passado que precisas de ler urgentemente) 

É um clássico de Natal que queria ler há muito. Já conhecia a história, desde que vi "O Conto de Natal do Mickey" quando era pequena. Gostei do livro, não tanto como esperava. Quero fazer um post a falar disso. 4 estrelas. 

 

 O que não li:

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal, JK Rowling

(Agora é que é". Um livro que já insistiram mais de cem vezes para leres)

Não consegui pegar nesta leitura como deve ser durante a Maratona. Está a ser lida agora em Janeiro, para este projecto

 

Extra: escolhe três livros, pede a um participante da "Maratona Literária Fusão" para escolher a próxima leitura. 

Já sabia que não ia conseguir completar a categoria extra, por isso nem me preocupei com ela.

 

 

Espero que a Maratona Fusão volte em 2017 (numa altura mais calma que o Natal, por favor!). Gosto destas maratonas mais pequenas (que não duram um mês inteiro), gosto de quem a criou (beijinho meninas), gosto das categorias que elas inventam e gosto da interacção das meninas no chat (onde entrou imensa gente nova desta vez e que ficou ainda mais confuso do que já era, mas muito divertido e cheio de boas dicas). Venham mais!