Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

TAG | Feira do Livro

Fui nomeada pela querida Cláudia, A Mulher que Ama Livros, para responder a esta tag (que só o nome já nos deixa aos pulinhos). A Feira do Livro já está a todo o vapor e, portanto, vamos lá responder às categorias que ligam a Feira a indicações de livros. 

 

LISBOA - Indica um livro que se passe em Lisboa

O Fim da Inocência, Francisco Salgueiro 

Passa-se em Lisboa e na linha de Cascais, com muitos sítios que também frequentei na minha adolescência e outros que ainda hoje frequento. A história - verídica - passa-se numa altura em que eu tinha a mesma idade da miúda sobre o qual o livro foi escrito e isso mexeu muito comigo, por ter a mesma idade, as mesmas rotinas, as mesmas paragens... Mas, felizmente, a minha realidade foi muito diferente da dela. 

250x.jpg

 

SOL - Indica um livro para ler no Verão

Capitães da Areia, Jorge Amado 

Li-o no verão passado, entre mergulhos no mar e fins de tarde na piscina. Passa-se na Bahia, também com o mar como cenário de fundo. É lindo e muito tocante. Vale a pena saboreá-lo enquanto temos todo o tempo do mundo, durante as férias de verão. 

Capitaes-da-Areia.jpg

 

FARTURAS - Indica um livro doce

Charlie e a Fábrica de Chocolate, Roald Dahl 

(ADORO FARTURAS!) Ainda não li, mas está na prateleira à minha espera e só o título já me faz crescer àgua na boca... É um livro juvenil, que dizem ser muito fofinho (assim se espera). 

2151377472bd9c90c14429911b745447.jpg

 

EVENTOS - Qual o autor que devia ir à Feira do Livro?

Tenho que dizer o George R. R. Martin. Não só para me autografar os livros d'A Guerra dos Tronos, mas para lhe agradecer ter criado este mundo e estas personagens, com quem já passei tantas (e boas) horas. E, já agora, para saber quando acaba de escrever a série. 

George_R_R_Martin.jpg

 

EDITORA - Elege as tuas três editoras preferidas

Relógio D'Água (posso ter todo o catálogo em casa?)

Quetzal (títulos e autores de qualidade)

Alfaguara (idem idem aspas aspas)

 

HORA H - Indica um livro muito bom com mais de 18 meses

Até indico dois: um mais recente "As Serviçais" e um mais antigo "Mataram a Cotovia". Adoro os dois. 

livros1.jpg

 

AUTORES- Já pediste autógrafos? Mostra!

Não tenho o hábito de pedir autógrafos, nem de ficar em filas à espera... Pode ser que este ano ainda ceda por algum autor querido que vá à Feira...


LIVROS - Mostra dois livros que compraste nos meses anteriores e ainda não leste

O único livro da lista de livros que comprei o ano passado na Feira e ainda não li: À espera no Centeio, J.D. Salinger. 

O último livro que comprei (online) antes da Feira deste ano: Hollywood, Charles Bukowski (em pulgas para voltar a ler este homem).

livros2.jpg

 

LISTA DE DESEJOS - Revela dois livros que pretendes comprar este ano

Um deles já cá canta (aproveitei ser livro do dia): Pela Estrada Fora, Jack Kerouak.

E quero trazer "A Cor do Hibisco", da Chimamanda. 

livros3.jpg

 

Não vou nomear ninguém porque já vi tooodas as meninas a responder à tag. Boa Feira a todos os que vão. A quem não consegue ir, deixem lá...a vossa carteira agradece! 

BookTag: Apocalipse Zombie

A situação é esta: estamos no meio de um Apocalipse Zombie e é preciso criar uma equipa de dez personagens para nos ajudar a combater este ataque. Com os seus pontos fortes - ou a suas fraquezas - cada um teria um papel determinante para nos ajudar a lutar pela sobrevivência. A tag original é deste blog e eu vi-a aqui

 

60.jpg

 

1) Um personagem para liderar o grupo: Ned Stark das Crónicas de Gelo e Fogo (George R. R. Martin), porque (enquanto ainda tem cabeça) é a liderança em pessoa, mete tudo em ordem.


2) Um personagem com conhecimentos médicos: Como não me lembro de nenhum personagem específico com conhecimentos médicos, vou escolher a Mary Poppins, porque com um toquezinho de magia e "a spoon full of sugar" resolve todos os males e ia saber o que fazer numa emergência. 


3) Um personagem inteligente: Atticus Finch de "Mataram a Cotovia" (Harper Lee). É advogado e por isso sabe agir sob pressão, é inteligente e, sobretudo, ponderado. Aposto que os seus conselhos e bom senso iam dar muito jeito nesta situação. 

 

4) Um personagem para morrer primeiro: Daisy de "O Grande Gatsby". Oh mulherzinha chata, mimada e insuportável. Era logo a primeira a ser atirada aos zombies. 


5) Um personagem badass: Escolhia o Nick Belane de "Pulp" (Bukowski). Não que metesse medo aos zombies, mas pelo menos tinha a cara de pau de enfrentá-los como se fosse o maior criminoso da História. 

 

6) Um personagem duas caras: Tom Ripley de "O talentoso Mr. Ripley", porque consegue enganar toda a gente, faz-se passar por boa pessoa quando, na verdade, não o é. Uma escolha arriscada porque, muito provavelmente, ia ser o primeiro a tentar enganar o grupo para se safar a si próprio. 

 

7) Um personagem engraçado: Brás Cubas de "Memórias Póstumas de Brás Cubas" (Machado de Assis) seria aquela pessoa a mandar uma piada num momento tenso, a tentar desanuviar o ambiente no meio da pressão. 


8) Um personagem medroso: Aquele personagem que não ia saber sequer manejar uma arma sem tremer e chamar pela mãe quando os zombies estivessem a atacar, seria certamente o Tommen Baratheon de "A Guerra dos Tronos", filho da Cersei Lannister. 

9) Um personagem criança: A Matilda de Ronald Dhal. Porque...é a Matilda e não preciso dizer mais nada. Saberia desenrascar-se melhor que todos os adultos juntos. 

 

10) Um personagem qualquer: Minnie Jackson de "As Serviçais" (Kathryn Stockett), porque iríamos precisar de comer ali pelo meio, e a Minnie é das melhores cozinheiras da literatura contemporânea, e porque não deixa que ninguém lhe pise os calos. Íamos apanhá-la a dar uma lição àqueles zombies todos. 

 

BookTag: Redes Sociais

Mais uma TAG Literária aqui no blog. Desta vez é para relacionar livros com Redes Sociais. Todos nós utilizamos pelo menos uma, se não mesmo várias ou todas as que aqui estão, por isso é um desafio fácil! Pelo menos, para mim foi. Confesso que não sei quem a criou, se souberem digam-me que ponho os créditos. 

 

Twitter: Um livro que queres compartilhar com toda a gente

Mataram a Cotovia, Harper Lee

É uma história incrível narrada por Scout, uma miúda de 8 anos, que vive com o pai, advogado, e o irmão em Maycomb, uma pequena cidade imaginária do Alabama. Conhecemos a rotina daquela cidade, dos seus habitantes e dos preconceitos vividos na primeira metade do século XX, mais precisamente nos anos 30. Fala de racismo, de injustiça, de crescer numa cidade onde os negros eram vistos como criminosos, mesmo sem se saber se tinham verdadeiramente culpa. Scout começa a refletir sobre estes tópicos a partir do momento em que o pai é chamado para defender um negro acusado de violar uma rapariga branca. Venceu o Prémio Pulitzer em 1961 e tornou-se num clássico da literatura americana do Séc XX, que toda a gente devia ler. 

9789896412746.jpg

 

Facebook: Um livro de que gostaste muito e que foi recomendado por outra pessoa

Capitães da Areia, Jorge Amado 

"Uma obra que não podes deixar de ler", disse-me o meu avô quando me deu o livro. E claro que tinha razão. Li-o este verão e tornou-se num dos preferidos. É bonito, envolvente, por vezes duro, mas indispensável. 

9789722051309.jpg

 

Tumblr: Um livro que leste antes de criar o blog e do qual ainda não falaste num post

Orgulho e Preconceito, Jane Austen

Podia escolher vários, mas vou dizer Orgulho e Preconceito que li quando tinha uns 14 anos, ou seja,  há muito tempo. Por ser um clássico que se tornou num dos meus preferidos e que faz parte da minha vida há tantos anos, nunca tive o ímpeto de lhe dedicar um post. Até porque é tão famoso e tão falado em todo o mundo, que acho que já ninguém aguenta grandes textos sobre ele. Se fizer um post será sobre a experiência de o ter lido quando ainda era tão nova e o que trouxe à minha vida de leitora.

22612778.jpg

 

MySpace: Um livro que não tens intenção de reler

O diário da nossa paixão, Nicholas Sparks

Porque é muito fraco, cheio de clichés e não acrescenta nada ao meu crescimento como leitora. Ler uma vez já bastou e já foi perda de tempo suficiente. 

9789722323765.jpg

 

Instagram: Um livro com uma capa bonita 

Mrs. Dalloway, Virginia Woolf

Esta capa do Clube do Autor é linda. Podia ter comprado qualquer edição da Mrs. Dalloway, mas esta conquistou-me. Infelizmente não acho que esta tradução seja a melhor e o livro acaba por perder com isso. Mas a capa, por si só, é linda e tem vários elementos ligados à história. É super primaveril, visto que a acção se passa num dia bonito e solarengo no início de Junho, tem o Big Ben a representar Londres (cidade onde moram os personagens), os passarinhos e as flores que representam o jardim onde acontecem algumas cenas da história e o relógio que marca as horas do dia para situar o leitor no tempo.

image.jpg

 

Youtube: Um livro do qual gostarias de ver uma adaptação para o cinema

Até ao fim do Mundo, Maria Semple  

"Were'd you go Bernadette?", no original, não é uma obra-prima da literatura, na verdade é um livro simples, leve e divertido, que tem como personagem principal a Bernadette, mãe de família e louca q.b., que me fez rir bastante, uma personagens daqueles que gosto muito. Adorava vê-la no cinema. Andaram por aí uns rumores de que uma produtora estava à procura de atriz para este papel, e foram avançados alguns nomes, mas pelos vistos a ideia não andou para a frente... É pena.

image (1).jpg

 

Skype: Um livro com personagens com os quais gostarias de conversar

Comer, Orar, Amar, Elizabeth Gilbert 

Gostava muito de ir tomar café e passar horas a conversar com a própria Elizabeth, visto que a obra é sobre uma viagem que a própria fez, durante um ano, a Itália, Índia e Indonésia. Identifiquei-me com muitas ideias, sentimentos e dúvidas que ela partilhou ao longo do livro e acho que era uma ótima companhia numa tarde de chuva com um chá à frente. 

image (2).jpg

 

Vou desafiar a Cláudia, a Rita, a Daniela, a Sara e a Sweet a responderem a esta tag literária. Caso já tenham respondido deixem aqui nos comentários para ir ver :) 

BookTag: Dias da semana em livros

Mais uma voltinha, mais uma tag literária por aqui. Esta foi criada pela Pam Gonçalves, tem sete categorias de acordo com os dias da semana e ideia é associar um livro a cada dia. 

 

Domingo - Um livro que não queres que termine ou não querias que terminasse

Um dos meus preferidos de sempre, "Mataram a Cotovia", de Harper Lee. Porque me agarrei muito à história e porque sabia que era o único livro (até à data) escrito e publicado pela autora.

9789896412746.jpg

 

Segunda-Feira - Um livro que tens preguiça de começar.

"A Muralha de Gelo", das Crónicas de Gelo e Fogo. Li o primeiro livro e quero dar continuidade à série, mas estou com muuuita preguiça de começar. Talvez por saber que, nesta fase, a história dos livros ainda é muito parecida com a da série de televisão - de que sou fã - que já está super adiantada.

9789896370206.jpg

 

Terça-Feira - Um livro que leste por obrigação.

"Aparição" de Vergílio Ferreira foi daqueles livros obrigatórios do secundário que me deu cabo da cabeça. Eu, que até gostei bastante dos livros que eram obrigatórios nas aulas de português (Os Maias é um dos meus preferidos até hoje) sofri para terminar este. Achei muito maçudo, chato, tanto que nem me lembro nada sobre a história. Ainda podia tentar relê-lo hoje em dia para ver se a minha opinião mudava mas...não quero. 

emecostapnf_9echwch.jpeg

 

Quarta-Feira - Um livro que deixaste pela metade ou estás a ler no momento

Se seguem o Instagram já sabem o que ando a ler. Devagarinho. Porque a escrita de Eça assim o exige e porque não ando a ler muito, no geral. 

9789720049544.jpg

 

Quinta-Feira - Um livro "de quinta", que não recomendas

"O Mensageiro", de Andy Andrews. É um livro de auto-ajuda mascarado de ficção. Enganou-me com esta capa.Tinham-me oferecido, ficou na estanto muito tempo antes de lhe pegar. Um dia foi para a mesa de cabeceira. Não deixei a meio porque não gosto de o fazer, mas estive tentada. Odiei. Fraco, cheio de clichés, com uma escrita muito básica. Não leiam.

image (3).jpg

 

Sexta-Feira - Um livro que queres que chegue logo (lançamento ou compra)

Este livro de crónicas, escrito pela atriz brasileira Maria Ribeiro, foi lançado em Portugal a semana passada e tenho muita curiosidade em lê-lo. Não comprei ainda, mas é um lançamento recente que há-de vir parar cá a casa. 

9789896713355.jpg

 

Sábado - Um livro que quiseste recomeçar assim que terminou.

"A Sangue Frio", do Capote. Depois de "entrar" dentro da cabeça dos assassinos, queria voltar ao início para reler como tudo se passou, já sabendo as razões deles. Não o fiz. Mas vai ser relido um dia, de certeza. Já falei nele aqui e também o escolhi para uma categoria de outra tag. É um dos meus preferidos.

image (4).jpg

 

Para não marcar sempre as mesmas pessoas, desta vez desafio a Dora, a Sweet, a Miss F, a the book keeper e a BeatrizCM. Mas toda a gente que passar aqui e achar a tag interessante, está à vontade para responder (e depois vir mostrar-me). 

BookTag: Doenças Literárias

Nunca respondi a uma TAG Literária aqui no blog...mas há sempre uma primeira vez para tudo, não é verdade? Vi esta no canal da Tatiana Feltrin e gostei, apesar de relacionar livros com doenças... Mas vamos entrar no espírito da coisa e responder ao que é proposto. São oito categorias e um livro escolhido para cada.

 

1) Diabetes: Um livro muito doce.

Obivamente "Chocolate", de Joanne Harris. Só o título já me dá vontade de ir atacar as tabletes que estão na cozinha... Todo o romance em si é meloso, aquela coisa de derreter corações... Tentem não ficar com diabetes só ao ler o livro e pior, ao ver o filme... Toda uma gula que não se aguenta.

Joanne-Harris-Chocolate.jpg

 

2) Varicela: Um livro que nunca mais vais pegar para ler de novo.

Qualquer um que tenha lido no início da adolescência como, por exemplo, "O Diário da Princesa", de Meg Cabot e outros do género. Acho que teve a sua época. 

9789722512060.jpg

 


3) Ciclo Menstrual: Um livro que relês constantemente.

Não tenho por hábito reler livros. Mas os Contos de Oscar Wilde é daqueles livros a que dá para voltar durante a vida toda. 

9789727086320.jpg

 

4) Gripe: Um livro que se espalhou como vírus.

"A rapariga no comboio", de Paula Hawkins. TODA a gente leu, toda a gente andou a falar nele. Perdi a vontade de ler por causa disso. Talvez um dia destes.

image.jpg

 

5) Asma: Um livro que te tirou o fôlego.

Um dos meus preferidos. Não descansei enquanto não acabei de ler e enquanto não descobri como tudo aconteceu. "A sangue frio", do meu querido Capote.

capote.jpg

 

6) Insónia: Um livro que te tirou o sono.

"O fim da inocência", de Francisco Salgueiro. Tirou-me o sono no mau sentido. É um verdadeiro murro no estômago. Tenho que fazer um post sobre ele. 

image (1).jpg


7) Amnésia: Um livro que leste mas não te lembras muito bem.

"O Preço do Dinheiro", do Ken Follet. Li-o há uns dois anos e tal. Não me consigo lembrar da história nem de como termina. Só me lembro-me que envolvia políticos e jornalistas...mais nada.

O Preço do Dinheiro.jpg

 

8) Doenças de Viagem: Um livro que te leva pra outra época/mundo/lugar.

Qualquer um da Jane Austen. Transporta-nos, sem dúvida, para as paisagens inglesas do início do século XIX, para os bailes, os convivíos, os amores daquela época. Como exemplo, fica aqui "Sensibilidade e Bom Senso", que foi o último que li dela. 

Sensibilidade e Bom Senso.jpg

 

Como é uma TAG que já vi há bastante tempo em alguns canais literários, não sei quem já respondeu ou não. Mas vou tagar algumas miúdas aqui do Sapo para responder: a Cláudia, a Rita, a Daniela, a Sara e a Magda. Vou gostar de ver as vossas respostas :) Se já tiveram esta TAG feita deixem-me aqui o link para ver.