Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

TAG | Livros Não Lidos

Há muuuito tempo que não faço uma tag literária por aqui, portanto hoje é o dia. Vi esta no canal da Dora, só tem sete categorias e fala dos livros que tenho na estante mas ainda não li. 

 

1 - Livro não lido mais antigo da estante 

O Mundo de Sofia, Jostein Gaarder 

Tenho-o há muito, muito tempo. Alguém me ofereceu durante a adolescência (tanto que a capa actual já nem é esta), mas nunca o li. Fez muito sucesso, houve uma época em que toda a gente o lia mas, não sei porquê, foi ficando na estante até hoje... Mas como eu gosto de filosofia e acho que vale a pena conhecer pelo impacto que teve, será lido...só não sei quando. 

o mundo sofia FILMEof.jpg

 

2 - Livro que foi comprado por impulso

O Herói Discreto, Mario Vargas Llosa

Comprei-o, há uns anos, na Feira do Livro de Lisboa pura e simplesmente porque estava como Livro do Dia com 50% de desconto. Nunca li nada do Vargas Llosa e na altura pouco sabia sobre ele ou sobre o livro. Foi mesmo uma compra por impulso, parada na estante até hoje... 

image.jpg


3 - Livro que recebeste e não estava na tua wishlist

Os Filhos do Edén, Ken Follett

Foi-me oferecido num aniversário, depois de ter comentado com uns familiares que tinha lido dois livros do autor (por sinal dois dos mais antigos e dos quais não tinha gostado assim tanto). Lá continua o Follett na estante à espera de uma nova oportunidade...

Liv01040579_f.jpg

 

4 - Livro que te arrependeste de ter comprado

Alguns da série Guerra dos Tronos, George R. R. Martin

Simplesmente porque comprei logo alguns dos últimos, numa promoção, sem sequer ainda ter lido os primeiros. E depois de ler o primeiro, com a série já mais avançada, nunca mais lhes peguei... 

A-Gloria-dos-Traidores.jpg


5 - Livro muito desejado mas, quando adquiriste, perdeste a vontade

A rapariga que roubava livros, Markus Zusak

Não foi bem perder a vontade porque continuo a querer lê-lo, mas comprei-o há muito tempo com uma vontade enorme de o ler e acabou por ir passando o tempo e nada... Vai ser lido ainda este ano. 

6333218.jpg


6 - Livro que tens vergonha de ainda não ter lido

Jane Eyre, Charlote Bronte

Comprei-o há cerca de três anos e tenho a certeza que vou adorar. Houve uma altura que comecei a ler, mas por algum motivo parei logo no início... Porque é que ainda não o li? Não faço ideia... Toda a gente que leu, adorou e é daqueles clássicos imperdíveis.

Jane-Eyre.jpg


7 - Quantidade de livros não lidos na estante

Contando apenas com aqueles que são mesmo meus (excluindo os que "roubei" aos meus pais ou  os que tenho emprestados de amigos) são cerca de 45.  Oh-my-God! #respirafundo 

 

Jingle Books (TAG de Natal)

É NATAL, É NATAL tralalalala! 

Eu gosto muito do Natal, desta época festiva, das músicas, dos doces, do quentinho de estar em casa, de ter a família toda junta, de ver filmes da época e ler livros com temática natalícia. Por isso, decidi criar esta tag para partilhar livros, capas e personagens que me fazem lembrar o Natal, o Inverno, que me aconchegam a mente e o coração (ohhhh). Vi várias tags natalícias por aí, mas nenhuma me enchia as medidas e por isso criei esta. 

 

 

1. Mostra a capa mais natalícia da tua estante.

 A capa de "Um rapaz chamado Natal", que estou a ler neste momento.

_MG_4977(1).JPG

 

2. Qual é o livro perfeito para oferecer como presente de Natal?

Vou dizer "A longa estrada para casa", porque é uma história incrível que acabei de ler e quero que toda a gente leia. E porque depois do Natal até podem ir ver ao cinema. Para crianças, oferecia os contos de Oscar Wilde. 

transferir-horz.jpg

 

3. Escolhe três personagens que convidarias para passar a Consoada em tua casa. 

A Skeeter, do livro "As Serviçais, a Elizabeth Gilbert do "Comer, Orar, Amar" e o Tyrion Lannister de "A Guerra dos Tronos". Ia ser uma festa e tanto!

eugenia-skeeter-phelan-profile-horz.jpg

 

4. Mostra a capa que mais te lembra o Inverno. 

 Não tem nada a ver com o Natal, mas acho que esta é a capa mais invernosa da minha estante (ainda não li). 

_MG_4980(1).JPG

 

5. Que personagem era ideal para cozinhar a ceia no dia 24 de Dezembro?

Vou ter que escolher a Minnie Jackson, de "As Serviçais", porque babava só com as descrições do que ela cozinhava. 

Spencer Pie.jpg

 

6. Qual é o livro que gostavas de ter como presente debaixo da árvore? 

Partilhei a minha Wishlist de Natal aqui.  

 

7. Sugere três bons filmes de Natal. 

Vou escolher três filmes que me fazem entrar completamente no espírito natalício. Dois deles vejo desde sempre: "Sozinho em Casa" I e II claro, vejo todos os anos, adoro, tem que ser; "O Conto de Natal do Mickey", que é a história do "A Christmas Carol", de Charles Dickens, contada pela Disney em desenhos animados e que sempre fez parte do meu Natal. Nos últimos anos "O amor não tira férias" também entrou para a lista de filmes preferidos da época. 

filmesnatal.jpg

TAG | Títulos de Livros

Já fiz tags com livros, com personagens, com redes sociais, mas faltava por aqui uma tag com títulos. Dos melhores aos piores, escolhi vários títulos de livros que tenho na estante (uns já li, outros ainda não) para no final criar um título próprio juntando todos eles. Vi a TAG neste vídeo e acrescentei mais algumas categorias. 

 

livros7.jpg

 

O título mais longo - Tieta do Agreste, Pastora de Cabras ou a Volta da Filha Pródiga, melodramático folhetim em cinco sensacionais episódios e comovente epílogo: emoção e suspense! (Jorge Amado)

 

O título mais curto - IT (Alexa Chung)

 

Um título que não tem nada a ver com o livro - Até ao Fim do Mundo (Maria Semple)

 

Um título que descreve o livro perfeitamente - O Fim da Inocência (Francisco Salgueiro)

 

O título mais chato - O Preço do Dinheiro (Ken Follet), booooring.

 

Categorias acrescentadas:

 

O título mais bonito – No meu peito não cabem pássaros (Nuno Camarneiro)

 

O título mais feio –  Ricos, bonitos e loucos (Manuel Arouca), título muito básico. 

 

O título mais engraçado – À noite logo se vê (Mário Zambujal)

 

Um título com um nome próprio – Catarina de Aragão, A Princesa Determinada (Philippa Gregory)

 

Um título com um número – 1984 (George Orwell), um clássico.

 

Um livro comprado apenas por causa do título – Como é linda a puta da vida (Miguel Esteves Cardoso), não foi só por causa do título, mas também. 

 

Misture todos os títulos que escolheu e faça o seu próprio título:

No meu peito não cabem 1984 pássaros ricos, bonitos e loucos, mas à noite logo se vê, porque o preço do dinheiro provoca o fim da inocência para a Tieta e a Catarina de Aragão, duas IT girls, que vão até ao fim do mundo porque sabem como é linda a puta da vida.

 

BookTag: Apocalipse Zombie

A situação é esta: estamos no meio de um Apocalipse Zombie e é preciso criar uma equipa de dez personagens para nos ajudar a combater este ataque. Com os seus pontos fortes - ou a suas fraquezas - cada um teria um papel determinante para nos ajudar a lutar pela sobrevivência. A tag original é deste blog e eu vi-a aqui

 

60.jpg

 

1) Um personagem para liderar o grupo: Ned Stark das Crónicas de Gelo e Fogo (George R. R. Martin), porque (enquanto ainda tem cabeça) é a liderança em pessoa, mete tudo em ordem.


2) Um personagem com conhecimentos médicos: Como não me lembro de nenhum personagem específico com conhecimentos médicos, vou escolher a Mary Poppins, porque com um toquezinho de magia e "a spoon full of sugar" resolve todos os males e ia saber o que fazer numa emergência. 


3) Um personagem inteligente: Atticus Finch de "Mataram a Cotovia" (Harper Lee). É advogado e por isso sabe agir sob pressão, é inteligente e, sobretudo, ponderado. Aposto que os seus conselhos e bom senso iam dar muito jeito nesta situação. 

 

4) Um personagem para morrer primeiro: Daisy de "O Grande Gatsby". Oh mulherzinha chata, mimada e insuportável. Era logo a primeira a ser atirada aos zombies. 


5) Um personagem badass: Escolhia o Nick Belane de "Pulp" (Bukowski). Não que metesse medo aos zombies, mas pelo menos tinha a cara de pau de enfrentá-los como se fosse o maior criminoso da História. 

 

6) Um personagem duas caras: Tom Ripley de "O talentoso Mr. Ripley", porque consegue enganar toda a gente, faz-se passar por boa pessoa quando, na verdade, não o é. Uma escolha arriscada porque, muito provavelmente, ia ser o primeiro a tentar enganar o grupo para se safar a si próprio. 

 

7) Um personagem engraçado: Brás Cubas de "Memórias Póstumas de Brás Cubas" (Machado de Assis) seria aquela pessoa a mandar uma piada num momento tenso, a tentar desanuviar o ambiente no meio da pressão. 


8) Um personagem medroso: Aquele personagem que não ia saber sequer manejar uma arma sem tremer e chamar pela mãe quando os zombies estivessem a atacar, seria certamente o Tommen Baratheon de "A Guerra dos Tronos", filho da Cersei Lannister. 

9) Um personagem criança: A Matilda de Ronald Dhal. Porque...é a Matilda e não preciso dizer mais nada. Saberia desenrascar-se melhor que todos os adultos juntos. 

 

10) Um personagem qualquer: Minnie Jackson de "As Serviçais" (Kathryn Stockett), porque iríamos precisar de comer ali pelo meio, e a Minnie é das melhores cozinheiras da literatura contemporânea, e porque não deixa que ninguém lhe pise os calos. Íamos apanhá-la a dar uma lição àqueles zombies todos. 

 

BookTag: By the Book

A tag desta semana dá para falar um bocadinho de tudo: do que ando a ler, do que quero ler, de escritores, de géneros literários e até uma sugestão para o Presidente da República. Vi a tag pela primeira vez no canal da Tati Feltrin, e o vídeo original está aqui. Vamos a isso. 

 

1. Qual o livro que está na tua cabeceira?

Neste momento "O talentoso Mr. Ripley", de Patricia Highsmith e "Poemas de Amor", de Pablo Neruda. 

 

2. Qual foi o último livro realmente bom que leste?

"The Help" ou "As serviçais" de Kathryn Stockett, que li em Outubro e foi um dos melhores livros que li na vida. 

Thehelpbookcover.jpg

 

3. Se pudesses encontrar qualquer escritor, vivo ou morto, quem seria? O que lhe perguntarias?

Agatha Christe. Perguntava-lhe de onde vinha a inspiração para aquelas histórias, perguntava-lhe se algum dia fez alguma coisa minimamente parecida com o que descreveu em certos crimes e perguntava-lhe, principalmente, o que andou a fazer em Dezembro de 1926 quando desapareceu durante 11 dias, depois de encontrarem o seu carro abandonado perto de um lago. Sabemos que foi encontrada num hotel como se nada fosse, e há várias teorias criadas para explicar o falso desaparecimento da autora. Algumas pessoas defendem que o escândalo foi um golpe publicitário para aumentar a venda dos seus livros, outras que a intenção da autora era vingar-se de marido que a traía, simulando a sua morte para que ele fosse acusado de assassinato, e finalmente há quem diga que ela realmente sofreu um acidente de carro e perdeu a memória.

 

agatha-christie-surrounde-009.jpg

 

4. Qual livro ficaríamos surpresos de encontrar na tua estante?

Talvez alguns livros da Margarida Rebelo Pinto. Tenho uns três ou quatro que li quando era mais nova. Há muitos anos que não pego num livro dela, mas continuam na minha estante. Confesso que gostei de dois na época em que os li, "Sei lá" e "Português Suave". Era mais nova e a exigência na qualidade das minhas leituras era diferente. Hoje em dia talvez não gostasse desses mesmos livros, não sei. Não a acho uma escritora espetacular, vive de clichés e é um bocadinho intragável como pessoa. Mas acho que se criou uma onda negativa desnecessária à volta dos seus livros. Quem gosta, gosta...quem não gosta, não lê. Simples. 

 

5. Como organizas a tua biblioteca pessoal?

Na estante separo os livros por lidos e não lidos, por autores estrangeiros e autores portugueses e livros juvenis à parte.

 

6. Que livro já "deverias ter lido"?

Se quiser dar aquela resposta politicamente correta, talvez "Os Miseráveis". Se der uma resposta mais virada para o que tenho em casa e gostava mesmo de já ter lido, diria os romances de Jane Austen que ainda não li, como "Mansfield Park", "Emma", "Persuasão" e "Northanger Abbey". 


7. Um livro que te desapontou e que é sobrevalorizado / Um livro que todos dizem ser a tua cara, mas que não gostaste / Último livro abandonado

Como já vos disse, não costumo abandonar livros, por isso vou dizer um livro que me desiludiu um bocadinho e que acho realmente que está sobrevalorizado: Eleanor & Park. Tooooda a gente nos blogs e no Youtube falava deste livro, que era o mais lindo, o mais fofo, o mais romântico, o mais incrível... Eram tantos elogios à história daqueles dois adolescentes que eu pensei mesmo que a Rainbow Rowell tinha escrito uma das grandes maravilhas da humanidade, dentro do mundo YA. Fui com as expectativas altas, com a certeza quase total que ia amar. Pois não amei. Dei 3 estrelas porque me entreteve enquanto o lia, mas não mudou a minha vida, não torci pelo amor deles, não mexeu comigo, não me identifiquei minimamente com os personagens nem quando me tentava pôr no papel de uma miúda de 15 anos. Achei até um bocadinho banal. 

71LkLmxqgjL.jpg

 

8. Que tipo de histórias chamam a tua atenção? De que tipo de histórias manténs a distância?

Se for clássico automaticamente chama a minha atenção pelo menos para querer saber mais sobre ele. Se for uma história que meta romance, aventura, problemas reais e reflexões interessantes relacionadas com racismo, preconceito, com dar a volta por cima, lutar pelo que se acredita, gosto muito. Mantenho a distância de distopias adolescentes e livros com romances cliché.  

 

9. Se pudesses indicar um livro para o Presidente, qual seria?

É muuuuuito difícil indicar um livro que o Marcelo Rebelo de Sousa ainda não tenha lido. Mas pensando bem, e sabendo que o homem tem mil compromissos por dia e passa a vida a responder às perguntas da Comunicação Social, indicava-lhe "O Livro das Respostas" só para ajudá-lo um bocadinho na tarefa. 

capas-o livro das respostas.jpg

 

10. Que livros pretendes ler em breve?

Vários. Mas indincando dois, posso dizer que ainda este mês vou ler "Ensaio sobre a Cegueira", do Saramago, para o projeto Ler os Nossos. E para a época do Natal quero ler "A Christmas Carol", de Charles Dickens. 

liiivros.jpg

 

Esta foi das tags literárias que mais gostei de responder. Gostava muito de ver a Alexandra do Gira-Livros, a the book keeper e a Inês do Mar de Maio  a responder à tag. Mas toda a gente que quiser responder sinta-se à vontade para "roubar" as perguntas.