Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

28
Mai18

Pessoas que vão à Feira do Livro...

...com listas intermináveis de títulos, separados por editoras, em folhas de papel A4, escritas de um lado e de outro.

...perguntar se há livros de Sopa de Letras. 

...tentar que os filhos comecem a gostar de ler.

...porque se sentem acompanhadas ali.

...porque há farturas.

 

Como não amar?

22
Mai18

Dicas para os primeiros dias da Feira do Livro

A Feira do Livro está quase a começar. Yuhuuu! As montagens já estão em andamento e na sexta-feira, dia 25, começa oficialmente aquele que é o evento mais aguardado do mundo livrólico, seja para comprar, ver, passear, cheirar e entrar naquele ambiente único que já sabemos como é. Eu, pessoalmente, mais que as compras e promoções, adoro passear, calmamente, no meio das bancas, ir vendo o que há, folheando...uma sensação de calma e conforto. Sentem o mesmo? 

 

IMG_0611.JPG

 

Se gostam de Alfarrabistas, como eu, tentem ir mesmo nos primeiros dias, para apanhar livros em bom estado e a preços incríveis. Obviamente os alfarrabistas não são como as grandes editoras, não há cá reposições assim que sai um livro. Portanto, ou agarram a chance ou perdem-na para sempre. E se deixarem para os últimos dias, a selecção de livros que eles levam para a feira já vai estar muito escolhida e limitada.

 

Visitem o site da Feira antes de irem. Vejam quais são os Livros do Dia, verifiquem se os títulos que querem comprar estão por lá e, assim, organizam melhor as compras (e a carteira), já vão com uma ideia feita e não se mandam às compras por impulso assim que vêem aquelas bancas gordas e atraentes à vossa frente.

 

Façam uma lista dos livros que querem comprar e escolham as prioridades. Escrevam todos num papel, se tiverem 25 títulos e só puderem comprar, por exemplo, dez...escolham aqueles que querem ler num futuro próximo e vejam se estão com desconto, seja em Livro do Dia, em Hora H, etc. Se alguns não estiverem, substituam por outros da lista. Assim mantêm-se dentro do vosso plano.  

 

Dêem uma volta à Feira com tempo, antes de se porem a comprar. Vejam onde estão as editoras que mais gostam, recolham os folhetos de cada uma com informações sobre descontos e livros do dia. Perguntem se têm ou não Hora H. Façam por planear as compras,  depois de juntar toda a informação, para que possam fazer boas escolhas e conseguirem realmente descontos que valem a pena. Todos os anos oiço gente dizer que os descontos na Feira não valem nada. Acabo por partilhar as minhas técnicas e o quanto consigo poupar na Feira e as pessoas ficam admiradas. Acreditem que com planeamento e sabendo exatamente o que querem, que descontos há e quando, conseguem óptimos negócios.

 

O site da Feira já está on e já conseguimos ter uma ideia de quais os livros que vão estar com promoções dentro do "Livro do Dia", mesmo que ainda não esteja a lista completa. Partilho alguns dos que me saltaram à vista, no primeiro fim de semana. Alguns já li, outros estão na minha wishlist, mas todos com bons descontos.

 

25 de Maio (Sexta-feira)

 

A Força do Hábito - Charles Duhigg

Leya - PVP: 20,90€ / PVP FEIRA: 16,70€ / PVP DIA: 12,50€

A Juventude é uma arte (Pensamentos e Máximas) - Oscar Wilde

Nova Vega - PVP: 8,48€ / PVP FEIRA: 6€ / PVP DIA: 5€

As pessoas felizes lêem e bebem café - Agnés Martin-Lugan

Guerra e Paz - PVP: 15,50€ / PVP FEIRA: 12,40€ / PVP DIA: 9,30€

Danúbio - Cláudio Magris

Bertrand - PVP: 15,50€ / PVP FEIRA: 10,85€ / PVP DIA: 7,75€

Obra completa de Ricardo Reis - Fernando Pessoa

Tinta da China - PVP: 25€ / PVP Feira: 17,50€ / PVP Dia: 15,23€

Os Interessantes - Meg Wolitzer

Leya - PVP: 24,90€ / PVP Feira: 19,90€ / PVP Dia: 14,90€

Uma casa na escuridão - José Luis Peixoto

Bertrand - PVP: 17,70€ / PVP Feira: 12,39€ / PVP Dia: 8,85€

Viagem ao centro da Terra- Júlio Verne

Bertrand - PVP: 8€ / PVP Feira: 5,60€ / PVP Dia: 4€

 

26 de Maio (Sábado)

 

13 Reasons Why - Jay Asher 

FNAC - PVP: 11,75€ / PVP Feira: 9,40€ / PVP Dia: 7,05€

A Amante Holandesa - José Rentes de Carvalho

Bertrand - PVP: 8€ / PVP Feira: 5,60€ / PVP Dia: 4€

A Padeira de Aljubarrota - Maria João Lopo de Carvalho

Leya - PVP: 20,90€ / PVP Feira: 16,70€ / PVP Dia: 12,50€

Ernestina - José Rentes de Carvalho

Bertrand - PVP: 18,80€ / PVP Feira: 13,16€ / PVP Dia: 9,40€

Não se pode morar nos olhos de um gato - Ana Margarida de Carvalho

Leya - PVP: 17,50€ / PVP Feira: 14€ / PVP Dia: 10,50€

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

Leya - PVP: 5,50€ / PVP Feira: 4,40€ / PVP Dia: 3,30€

Os Homens que odeiam as Mulheres - Stieg Larsson

Leya - PVP: 20,90€ / PVP Feira: 16,70€ / PVP Dia: 12,50€

Os Romances de Machado de Assis - Machado de Assis

VASP Premium - PVP: 79,50€ / PVP Feira: 63,60€ / PVP Dia: 39,75€

 

27 de Maio (Domingo)

 

A Arte da Guerra - Sun Tzu 

Edições Sílabo - PVP: 15,55€ / PVP Feira: 12,40€ / PVP Dia: 9,30€

A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin

Saída de Emergência - PVP: 19,03€ / PVP Feira: 13,32€ / PVP Dia: 9,52€

A Guerra não tem rosto de mulher - Svetlana Alexievich

20|20 Editora - PVP: 20,99€ / PVP Feira: 16,79€ / PVP Dia: 12,59€

A Rapariga no Comboio - Paula Hawkins

20|20 Editora - PVP: 18,79€ / PVP Feira: 15,04€ / PVP Dia: 11,27€

Americanah - Chimamanda Ngozi Adichie

Leya - PVP: 24,90€ / PVP Feira: 19,90€ / PVP Dia: 14,90€

Norwegian Wood - Haruki Murakami

Leya - PVP: 21,90€ / PVP Feira: 17,50€ / PVP Dia: 13,10€

O Fim da Inocência - Francisco Salgueiro

Leya - PVP: 15,50€ / PVP Feira: 12,40€ / PVP Dia: 9,30€

Portugal, Histórias e Lendas - Isabel Alçada / Ana Maria Magalhães

Leya - PVP: 16,50€ / PVP Feira: 13,20€ / PVP Dia: 9,90€

Que importa a fúria do mar? - Ana Margarida de Carvalho

Leya - PVP: 15,90€ / PVP Feira: 12,70€ / PVP Dia: 9,50€

Will & Will - John Green / David Levithan 

Leya - PVP: 15,90€ / PVP Feira: 12,70€ / PVP Dia: 9,50€

 

21
Mai18

Pensamentos sobre o fim de semana que passou

Parece que aconteceu tudo este fim de semana, não foi? Então aqui vão alguns pensamentos soltos sobre o mesmo: 

 

- O vestido da Meghan era realmente muito simples e eu, pessoalmente, gostei muuuito mais do da Kate, que sonho de vestido (não venham com o mimimi que não se deve comparar, porque obviamente é a comparação mais lógica e não com o da Diana há 76 anos).

- O cabelo da Meghan mal apanhado ali na testa do lado esquerdo fez-me comichão o tempo todo. 

- Deus-meee-livreeee de ter 600 pessoas ali e sabe-se lá mais quantos milhões pela televisão, a analisar qualquer gesto meu ao pormenor e, muito deles, sedentos para ver quando falhava algo. Nem dá para ter borbuletas na barriga, só o estômago embrulhado mesmo.

- Eu que nem sou muito de ruivos, e muito menos de fardas, fiquei com a estrutura um bocadinho abalada pelo Harry...

- E o Beckham senhores, o Beckham... Valha-me-nosso-senhor-dos-quarentões!

- O casamento foi bonito, a cerimónia foi romântica, vimos um noivo apaixonadíssimo (ele mais que ela, sempre achei) a dizer palavras lindas, o Stand by me cantado pelo grupo gospel incrível (também quero), mas não vamos iludir-nos. Há muito marketing envolvido, todos os momentos "românticos" são planeados ao pormenor (eles sabem perfeitamente onde estão as câmaras) e pensados para mostrar que a casa real britânica está mais moderna, aberta e receptiva à diferença, seja ela qual for. Acho óptimo, mas todos sabemos que na realidade não é bem assim e há muita encenação naquele conto de fadas

- O que eu gostava mesmo era de ter provado o banquete. 

- Esta novela toda com o Sporting é cansativa e muito triste para o desporto nacional. Mal consigo acreditar no que se tem dito e feito. Agora que se bateu no fundo, espero que o recomeço seja breve e em bom.

- Nem consigo achar piada aos memes sobre este assunto.

- Sair à noite em Lisboa é cada vez mais estranho, desconfortável e caro.

- O Cesar Mourão deu uma lufada de ar fresco à apresentação dos Globos de Ouro. Engraçado, com piada, descontraído (menos o cabelo...tão penteadinho que o puseram).

- Gostei da homenagem inicial a Lisboa e a Portugal, encenada pelo La Feria.

- Apercebi-me que já não tenho paciência para ver a cerimónia. Mal vi a passadeira vermelha. Todo aquele desenrolar de frases feitas, sorrisos falsos, apresentações vazias, discursos cansados já não me desperta qualquer interesse. E eu até era pessoa que gostava de ver os globos. 

- Mudando de canal... Até os guilty pleasures me estragam. Sim, gosto de ver reality shows na TVI...deixeeeem-me. Mas isto tem vindo a baixar o nível (que nunca foi muito elevado), mas esta casa dos segredos ficou tão chatinha, tão aborrecida, com pessoas tão sem sal - alguns erros de casting claramente - que deixei de ver. 

- A produção parece que deixou de se esforçar e manipula tanto o andar da carruagem que tira a graça toda à coisa. Muito têm eles a aprender com o que se faz no Brasil.

- Mal começam os dias bons, é ver tudo a ir para a Costa. Começam as filas, os restaurantes cheios, os acidentes a meio da ponte e a pessoa lembra-se sempre a meio da viagem que devia era ter ficado em casa.

- Mas depois penso que prefiro mil vezes apanhar uma filinha e estar sossegada na praia, do que ir para as praias que tenho ao lado de casa, na linha, sem espaço para pôr a toalha e com pais a gritar pelo farnel, filhos a ouvir kizomba aos berros e gente demais a mandar areia para cima dos vizinhos.

- A minha amiga do coração fez anos e estive dedicada durante 24h a fazê-la sentir-se especial, a dar-lhe um dia cheio de surpresas e com pormenores que fazem a diferença. Ela ficou feliz e eu também.

- A certeza sempre que as amizades sem filtros, verdadeiras e profundas, aquelas que se tornam família, são das melhores coisinhas que temos na vida.