Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

Seg | 04.05.20

Uma volta ao mundo com leitores, Sandra Barão Nobre

C7FD9003-6986-4846-8835-40E03F9DEC9B.JPG

 

Imaginem que decidem fazer uma viagem pelo mundo, com a intenção de visitar os países de língua portuguesa, enquanto fotografam leitores por onde passam. 

Era esse o objetivo de Sandra Barão Nobre, quando partiu, em Março de 2014, nessa grande aventura. Seis meses depois, tinha visitado 14 países, começando pelo Brasil e terminando em Cabo Verde. Pelo meio, houve algumas mudanças de planos: não pode ir à Guiné, não passou por Angola, mas foi à Austrália e a vários países asiáticos e africanos, como Tailância, Laos, Vietname, Cambodja, China, Zanzibar e África do Sul. Pelo meio, visitou Timor, São Tomé e Princípe e regiões do mundo onde a língua portuguesa ainda sobrevive, como Malaca, na Malásia e Goa, na Índia. 

Enquanto nos conta os desafios e as surpresas em cada destino, enquanto nos embala na descrição da cultura, gastronomia e hospitalidade de cada país, enquanto descreve os imprevistos e emoções que vão surgindo a cada passo, Sandra apresenta os leitores que conhece em cada lugar e o que eles estão a ler naquele momento. Se isto não é uma preciosidade, não sei que conceito de riqueza têm vocês em mente. É  maravilhoso conhecer os gostos literários de pessoas do outro lado do mundo, ver o que os locais estão a ler, ou que livros os turistas levaram para os acompanhar. É fascinante perceber que autores ou géneros literários têm mais "fãs" em cada uma das cidades por onde Sandra passou, conhecer o seu amor aos livros e o que a leitura significa para eles. Para alguns é entretenimento, para outros é uma porta para o futuro, para poucos é matar saudades de alguém que já não está, para todos é conhecimento e companhia. Deixei-me levar por esta grande viagem e aconselho-vos a fazerem o mesmo. 

 

livros5.jpg


Obrigada, Sandra, minha homónima, por este livro incrível, que devorei com prazer. Foi das melhores leituras que fiz o ano passado.  Podem seguir mais deste projeto da Sandra, no seu site Acordo Fotográfico e, também,  acompanhar o seu trabalho como Biblioterapeura

 

"Os livros são viagens. Os livros são conhecimento. Os livros são entretenimento. (...)

Mas para Elizabeth o livroé aquilo que talvez mais me toque: o legado de alguém que amávamos e que já partiu.

O livro é memória. O livro é prolongamento."

 

Título: Uma Volta ao Mundo com Leitores

Autor: Sandra Barão Nobre

Edição: Relógio d'Água (coleção Viagens)

Ano de publicação: 2017

 Nº páginas: 350

Sab | 02.05.20

O Carteiro de Pablo Neruda, Antonio Skármeta

TSWT9803.JPG

(Fotografia tirada em Agosto de 2019, quando ainda se podia ir à praia de forma livre, quando estar longe das toalhas alheias

era uma escolha e não uma obrigatoriedade, quando o maior problema era espalhar protetor solar nas costas, sem ajuda.)

 

Gostei, mas achei que ia gostar mais. Confesso que criei um imaginário à volta deste título que, ao ler, não se confirmou. Culpa da minha mania em criar expectativas.

É um clássico contemporâneo, de 1985, que ficciona a amizade entre Mario Jiménez, um jovem e pobre carteiro da Ilha Negra e o conceituado poeta Pablo Neruda, num período politicamente instável, depois de Salvador Allende ser eleito presidente do Chile. A construção desta amizade chega-nos com algumas particularidades poéticas. É enternecedora a dedicação e admiração que o jovem tem pelo velho escritor. E destaco as bonitas metáforas que Mario aprende com Pablo para conquistar a bela e jovem Beatriz.

Ainda que tudo isto prometa uma história inesquecível, esperava que a relação entre os dois fosse mais profunda e aprofundada. Sabemos, à partida, que é um livro curto, mas o tamanho dos livros não tem relação directa com a qualidade dos mesmos. Neste caso, achei que todos os momentos importantes da narrativa são tratados superficialmente, com pouco sumo para espremer. Tanto, que à distância de 8 meses entre a leitura do livro e a escrita desta opinião, me apercebo que pouco me lembro do recheio da história. Fica a memória da sua companhia em fins de tarde na praia.

 

"Crescido entre pescadores, nunca suspeitou o jovem Mario Jiménez que no correio daquele dia havia um anzol

que apanharia o poeta. Ainda mal lhe entregara o pacote e já o poeta havia discernido com clarividente precisão

uma carta  que tratou de rasgar diante dos seus próprios olhos". 

 

Título: O Carteiro de Pablo Neruda

Autor: Antonio Skármeta

Edição: D. Quixote (2015)

Ano de publicação: 1985

 Nº páginas: 142

Pág. 2/2