Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

25
Jun18

TAG DOS 50% (2018)

Há muito que não fazia uma tag por estas bandas. A Cláudia marcou-me nesta e ainda bem, porque a vejo em blogs e canais há anos e nunca tinha feito. Diz respeito às leituras do primeiro semestre do ano. Quero dar, cada vez mais, primazia à qualidade, por isso não leio 37 livros por mês, mas escolho a dedo todos os que leio e daí têm saído leituras muito boas. Demoro-me com cada história e isso acaba por se refletir na minha relação com cada livro. De todos os que li este ano (estão aqui representados apenas alguns), só não gostei de um. 

 

707E6043-5E59-46B3-A559-0E7E7CA7F903.JPEG

 

1- O melhor livro que leste até agora, em 2018.

Li vários livros bons este ano, mas nesta categoria vou escolher A Contadora de Histórias, da Jodi Picoult, lido no longínquo mês de Janeiro, porque lhe dei cinco estrelas e marcou-me imenso.

 

2- A melhor continuação que leste até agora, em 2018.

Não li nenhuma, mas pretendo ler num futuro próximo História do Novo Nome, segundo volume d' A Amiga Genial, de Elena Ferrante. 


3- Algum lançamento do primeiro semestre que ainda não leste, mas queres muito.

Pequenos fogos em todo o lado, de Celeste Ng. Foi publicado em Portugal, em Maio, pela Relógio D'Água e já o tenho em casa à espera! 


4- O livro mais aguardado do segundo semestre.

Por enquanto, nenhum. Não sou de ler novidades assim que saem, por isso nem estou a par do que vai sair. 

 

5- O livro que mais te decepcionou este ano.

Quem me segue nas redes sociais já sabe que é A Livraria, de Penelope Fitzgerald. Estava à espera de muito mais. Livro sem emoção.

 

6- O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Posso dizer A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queiroz, pelo facto de que toda a gente que o leu ao mesmo tempo (para o Clube dos Clássicos Vivos) não ter gostado muito, enquanto eu senti um total prazer enquanto o lia e pude constatar, mais uma vez, quão incrível o Eça é. 


7- Novo autor favorito (que lançou o seu primeiro livro este semestre ou que conheceste recentemente).

Não se tornou propriamente uma autora favorita da vida, mas posso dizer que li o Destino de Maria Teresa Horta e gostei muito, ao ponto de querer ler mais dela. 


8- A tua quedinha mais recente por um personagem fictício.

Não tenho. Sou fiel à mais antiga (Mr. Darcy). Mas posso dizer um personagem que não foi "quedinha" no livro, mas sim na adaptação cinematográfica (que também vi este ano): Mr. Rochester, de Jane Eyre. Reparam na tendência para cavalheiros do séc. XIX?

 

9- O teu personagem favorito mais recente.

Não tenho um personagem favorito com todo o peso que a expressão tem, mas achei muita graça ao Anibaleitor, uma espécie de gorila gigante que adora ler, de Rui Zink. E também ao Gonçalinho Ramires, do Eça.  


10- Um livro que te fez chorar neste primeiro semestre.

É muiiito raro um livro fazer-me chorar. 


11- Um livro que te deixou feliz neste primeiro semestre.

Não me deixou feliz pela história em si, mas deixou-me feliz porque finalmente o li: Frankenstein, de Mary Shelley.


12- Melhor adaptação cinematográfica de um livro que assististe até agora, em 2018.

Não li o livro, mas o filme Call me by your name é incrível. As imagens, a banda sonora, a história... Tão simples e tão bonito.

 

13- A tua opinião favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

Opinião da Tatiana Feltrin, booktuber brasileira, sobre o Ensaio sobre a Cegueira, de Saramago. 

 

14- O livro mais bonito que compraste ou ganhaste este ano.

Pela mensagem e pelas ilustrações lindas, tenho que dizer o Mulheres, de Carol Rossetti e o Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes.


15- Quais livros precisas ou queres muito ler até ao final do ano?

Quero muito ler alguns que estão na minha estante a ganhar pó. Para dizer três: O Perfume (compra recente na Feira do Livro), Os Pilares da Terra (para ver se é tudo aquilo que dizem) e Lolita (porque é uma falha ainda não ter lido).

 

Desafio toda a gente a responder a esta tag, que dá para fazer um balanço fofinho das leituras da primeira metade do ano! (Como assim já estamos no final de Junho?!?)

22
Jun18

Sexta-feira

Quando pintamos as unhas de uma cor de verão, finalmente, porque o dia acordou quente, com os passarinhos a cantar fora da janela e o fim-de-semana já ali ao fundo, no horizonte. Traz Santos Populares e Rock in Rio. Que ansiedade. Faço um pequeno-almoço reforçado, dos bons, porque este clima abre o apetite. Acho que vou comprar flores. Saío de casa, fresca, passa uma das minhas músicas preferidas na rádio que me lembra as férias no Algarve. Janela aberta, a cantar, vou trabalhar bem-disposta, a vida corre tão bem. Está calor, Portugal vai de certeza passar a fase de grupos e o Pablo Vittar chegou a Portugal para fazer uma participação especial com a Anitta, no domingo. Amanhã vou almoçar com uma amiga que não vejo há muito tempo. Hoje talvez vá ao cinema. Esta sexta-feira está a correr tão bem. Nada a apontar. Até que percebo o que está errado neste cenário... O livro ficou em casa. 

 

girassol.jpg

 

12
Jun18

Temos uma vencedora de pérolas feirantes

Uma senhora "muito bem" - voz anasalada, cabelo perfeitamente penteado, a tratar as filhas adolescentes por você e com um bronze de quem claramente esteve a fazer praia nas Maurícias há duas semanas - aproximou-se, sempre a olhar em volta, para as prateleiras, e com a cara mais séria do mundo pergunta: 

 

- Vocês aqui não têm daqueles livros assim grandes (enquanto afastava as mãos para mostrar o tamanho), de capa dura, que possa usar como decoração na minha sala? Assim mesmo sobre decoração ou sobre Marrocos...

 

(imaginar som de grilos) 

 

Não tenho bem ideia de qual deve ter sido a minha cara, porque sem eu dizer nada, ela acrescentou um "deixe estar...". Respondi-lhe, depois, que "não, desses não temos", a tentar controlar a minha vontade de rir/chorar - não sei bem - e de lhe explicar que melhor que servirem de decoração, veja-se bem, podemos lê-los e que é uma experiência muito mais incrível. 

 

Respirei fundo e fui dar uma festinha aos que estavam mais à mão, numa tentativa de confortá-los depois daquela afronta.   

 

28
Mai18

Pessoas que vão à Feira do Livro...

...com listas intermináveis de títulos, separados por editoras, em folhas de papel A4, escritas de um lado e de outro.

...perguntar se há livros de Sopa de Letras. 

...tentar que os filhos comecem a gostar de ler.

...porque se sentem acompanhadas ali.

...porque há farturas.

 

Como não amar?

22
Mai18

Dicas para os primeiros dias da Feira do Livro

A Feira do Livro está quase a começar. Yuhuuu! As montagens já estão em andamento e na sexta-feira, dia 25, começa oficialmente aquele que é o evento mais aguardado do mundo livrólico, seja para comprar, ver, passear, cheirar e entrar naquele ambiente único que já sabemos como é. Eu, pessoalmente, mais que as compras e promoções, adoro passear, calmamente, no meio das bancas, ir vendo o que há, folheando...uma sensação de calma e conforto. Sentem o mesmo? 

 

IMG_0611.JPG

 

Se gostam de Alfarrabistas, como eu, tentem ir mesmo nos primeiros dias, para apanhar livros em bom estado e a preços incríveis. Obviamente os alfarrabistas não são como as grandes editoras, não há cá reposições assim que sai um livro. Portanto, ou agarram a chance ou perdem-na para sempre. E se deixarem para os últimos dias, a selecção de livros que eles levam para a feira já vai estar muito escolhida e limitada.

 

Visitem o site da Feira antes de irem. Vejam quais são os Livros do Dia, verifiquem se os títulos que querem comprar estão por lá e, assim, organizam melhor as compras (e a carteira), já vão com uma ideia feita e não se mandam às compras por impulso assim que vêem aquelas bancas gordas e atraentes à vossa frente.

 

Façam uma lista dos livros que querem comprar e escolham as prioridades. Escrevam todos num papel, se tiverem 25 títulos e só puderem comprar, por exemplo, dez...escolham aqueles que querem ler num futuro próximo e vejam se estão com desconto, seja em Livro do Dia, em Hora H, etc. Se alguns não estiverem, substituam por outros da lista. Assim mantêm-se dentro do vosso plano.  

 

Dêem uma volta à Feira com tempo, antes de se porem a comprar. Vejam onde estão as editoras que mais gostam, recolham os folhetos de cada uma com informações sobre descontos e livros do dia. Perguntem se têm ou não Hora H. Façam por planear as compras,  depois de juntar toda a informação, para que possam fazer boas escolhas e conseguirem realmente descontos que valem a pena. Todos os anos oiço gente dizer que os descontos na Feira não valem nada. Acabo por partilhar as minhas técnicas e o quanto consigo poupar na Feira e as pessoas ficam admiradas. Acreditem que com planeamento e sabendo exatamente o que querem, que descontos há e quando, conseguem óptimos negócios.

 

O site da Feira já está on e já conseguimos ter uma ideia de quais os livros que vão estar com promoções dentro do "Livro do Dia", mesmo que ainda não esteja a lista completa. Partilho alguns dos que me saltaram à vista, no primeiro fim de semana. Alguns já li, outros estão na minha wishlist, mas todos com bons descontos.

 

25 de Maio (Sexta-feira)

 

A Força do Hábito - Charles Duhigg

Leya - PVP: 20,90€ / PVP FEIRA: 16,70€ / PVP DIA: 12,50€

A Juventude é uma arte (Pensamentos e Máximas) - Oscar Wilde

Nova Vega - PVP: 8,48€ / PVP FEIRA: 6€ / PVP DIA: 5€

As pessoas felizes lêem e bebem café - Agnés Martin-Lugan

Guerra e Paz - PVP: 15,50€ / PVP FEIRA: 12,40€ / PVP DIA: 9,30€

Danúbio - Cláudio Magris

Bertrand - PVP: 15,50€ / PVP FEIRA: 10,85€ / PVP DIA: 7,75€

Obra completa de Ricardo Reis - Fernando Pessoa

Tinta da China - PVP: 25€ / PVP Feira: 17,50€ / PVP Dia: 15,23€

Os Interessantes - Meg Wolitzer

Leya - PVP: 24,90€ / PVP Feira: 19,90€ / PVP Dia: 14,90€

Uma casa na escuridão - José Luis Peixoto

Bertrand - PVP: 17,70€ / PVP Feira: 12,39€ / PVP Dia: 8,85€

Viagem ao centro da Terra- Júlio Verne

Bertrand - PVP: 8€ / PVP Feira: 5,60€ / PVP Dia: 4€

 

26 de Maio (Sábado)

 

13 Reasons Why - Jay Asher 

FNAC - PVP: 11,75€ / PVP Feira: 9,40€ / PVP Dia: 7,05€

A Amante Holandesa - José Rentes de Carvalho

Bertrand - PVP: 8€ / PVP Feira: 5,60€ / PVP Dia: 4€

A Padeira de Aljubarrota - Maria João Lopo de Carvalho

Leya - PVP: 20,90€ / PVP Feira: 16,70€ / PVP Dia: 12,50€

Ernestina - José Rentes de Carvalho

Bertrand - PVP: 18,80€ / PVP Feira: 13,16€ / PVP Dia: 9,40€

Não se pode morar nos olhos de um gato - Ana Margarida de Carvalho

Leya - PVP: 17,50€ / PVP Feira: 14€ / PVP Dia: 10,50€

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

Leya - PVP: 5,50€ / PVP Feira: 4,40€ / PVP Dia: 3,30€

Os Homens que odeiam as Mulheres - Stieg Larsson

Leya - PVP: 20,90€ / PVP Feira: 16,70€ / PVP Dia: 12,50€

Os Romances de Machado de Assis - Machado de Assis

VASP Premium - PVP: 79,50€ / PVP Feira: 63,60€ / PVP Dia: 39,75€

 

27 de Maio (Domingo)

 

A Arte da Guerra - Sun Tzu 

Edições Sílabo - PVP: 15,55€ / PVP Feira: 12,40€ / PVP Dia: 9,30€

A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin

Saída de Emergência - PVP: 19,03€ / PVP Feira: 13,32€ / PVP Dia: 9,52€

A Guerra não tem rosto de mulher - Svetlana Alexievich

20|20 Editora - PVP: 20,99€ / PVP Feira: 16,79€ / PVP Dia: 12,59€

A Rapariga no Comboio - Paula Hawkins

20|20 Editora - PVP: 18,79€ / PVP Feira: 15,04€ / PVP Dia: 11,27€

Americanah - Chimamanda Ngozi Adichie

Leya - PVP: 24,90€ / PVP Feira: 19,90€ / PVP Dia: 14,90€

Norwegian Wood - Haruki Murakami

Leya - PVP: 21,90€ / PVP Feira: 17,50€ / PVP Dia: 13,10€

O Fim da Inocência - Francisco Salgueiro

Leya - PVP: 15,50€ / PVP Feira: 12,40€ / PVP Dia: 9,30€

Portugal, Histórias e Lendas - Isabel Alçada / Ana Maria Magalhães

Leya - PVP: 16,50€ / PVP Feira: 13,20€ / PVP Dia: 9,90€

Que importa a fúria do mar? - Ana Margarida de Carvalho

Leya - PVP: 15,90€ / PVP Feira: 12,70€ / PVP Dia: 9,50€

Will & Will - John Green / David Levithan 

Leya - PVP: 15,90€ / PVP Feira: 12,70€ / PVP Dia: 9,50€

 

03
Abr18

O que foi lido no Março Feminino 2018?

Mais um ano, mais um Março Feminino. Fico muito feliz por tanta gente ter participado e tantas mulheres terem sido lidas, num só mês, dentro do projeto. É sempre esse o principal objetivo e acho que correu muito bem, como podem ver na imagem abaixo. Fiz um apanhado de várias fotografias que foram sendo partilhadas ao londo do mês com #marçofeminino nas redes sociais. Das clássicas às contemporâneas, das portuguesas às que estão do outro lado do mundo, das que relatam factos sobre a sua vida ou das que dão asas à imaginação, leu-se um bocadinho de tudo. Tão bom. 

 

todos1.jpg

 

Nas leituras do Março Feminino 2017 foram lidas 40 autoras. Este ano chegámos às 52, ainda que várias pessoas tenham lido as mesmas autoras. Fica a lista das várias mulheres lidas (se faltar alguma, avisem-me para acrescentar): 

 

Adília Lopes

Agatha Christie

Alexandra Bracken 

Alison Bechdel 

Ana Saragoça

Arundhati Roy

Cara Delevingne

Camila Alves Costa

Carol Rossetti 

Carson McCullers

Cecilia Ahern 

Charlotte Bronte

Chimamanda Ngozi Adichie 

Clarice Lispector 

Cristina Sant'Ana Costa 

C. J. Tudor

C. L. Taylor 

Dorothy Koomson

Dulce Garcia 

Elena Favilli 

Elizabeth Barrett Brownling 

Florencia Bonelli 

Francesca Cavallo 

Inês Nunes Pimentel 

Isabela Figueiredo

Jeannette Walls 

Joanne Harris 

Jodi Picoult 

Jojo Moyes 

K. L. Slater

Lydia Gouardo

Liv Constantine 

Louisa May Alcott

Magda Szabó

Margaret Atwood

María Gainza 

Maria Teresa Horta

Mariana Alcoforado 

Mary Shelley 

Megan Maxwell 

Megan Miranda 

Melissa Hill

Nadia Murad

Patricia Reis

Rainbow Rowell 

Rupi Kaur

Sara Laedel 

Sheena Kamal 

Sophia de Mello Breyner 

Teolinda Gersão 

Ursula Doyle 

Xinran

 

Obrigada a todos que participaram. Estes desafios são sempre óptimos para incentivar a leitura de alguns géneros menos falados, para partilhar dicas e indicações, para conhecer mais, para ler mais, para crescer mais. Em 2019 cá estaremos!