Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

14.11.18

Instante, Wislawa Szymborska

Sandra
 Sou picuinhas com a poesia que escolho para ler. Não leio muita, na verdade, mas a que leio sei, à partida, que vou gostar. É daquelas coisas que se sentem. Mas não pensem que o acaso tem mão nisto. Pesquiso e sigo dicas de pessoas cujos gostos literários confio. Aconteceu, por exemplo, com "Vinte poemas de amor", de Pablo Neruda, que roubei das estantes dos meus pais, assim como os Sonetos de Amor da Florbela Espanca - dois livros que não voltaram à origem e tomaram lugar (...)
01.10.18

As primeiras vezes de Setembro

Sandra
Sabem aquela pergunta clássica "quando foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez?". Pois bem, dei por mim a pensar nisso. Decidi rever tudo o que fiz em Setembro, numa busca esperançosa para perceber se fiz, realmente, algo pela primeira vez. E encontrei algumas coisas. Decidi que vou começar a apontar, todos os meses, na minha agenda, o que fiz pela primeira vez nesse mês. Não me vou esforçar por ter coisas novas para fazer, se acontecer, ótimo! É um desafio (...)
19.09.18

Controlo

Sandra
Não compro um livro desde Junho (Feira do Livro de Lisboa). Não fui à Feira do Livro de Belém nem vou à do Porto. Não entro em livrarias há mais de dois meses.  Não visito sites das mesmas há igual tempo.  E o melhor (ou pior, dependendo da perspectiva) é que nem tenho vontade.  A verdade é que o meu ritmo de leitura anda baixo nos últimos meses, o que influencia, claro. Mas a minha vontade de comprar tem sido nula. Não há tentações, não me deixo ir em promoções (...)
25.06.18

TAG DOS 50% (2018)

Sandra
Há muito que não fazia uma tag por estas bandas. A Cláudia marcou-me nesta e ainda bem, porque a vejo em blogs e canais há anos e nunca tinha feito. Diz respeito às leituras do primeiro semestre do ano. Quero dar, cada vez mais, primazia à qualidade, por isso não leio 37 livros por mês, mas escolho a dedo todos os que leio e daí têm saído leituras muito boas. Demoro-me com cada história e isso acaba por se (...)
22.06.18

Sexta-feira

Sandra
Quando pintamos as unhas de uma cor de verão, finalmente, porque o dia acordou quente, com os passarinhos a cantar fora da janela e o fim-de-semana já ali ao fundo, no horizonte. Traz Santos Populares e Rock in Rio. Que ansiedade. Faço um pequeno-almoço reforçado, dos bons, porque este clima abre o apetite. Acho que vou comprar flores. Saío de casa, fresca, passa uma das minhas músicas preferidas na rádio que me lembra as férias no Algarve. Janela aberta, a cantar, vou trabalhar (...)
12.06.18

Temos uma vencedora de pérolas feirantes

Sandra
Uma senhora "muito bem" - voz anasalada, cabelo perfeitamente penteado, a tratar as filhas adolescentes por você e com um bronze de quem claramente esteve a fazer praia nas Maurícias há duas semanas - aproximou-se, sempre a olhar em volta, para as prateleiras, e com a cara mais séria do mundo pergunta:    - Vocês aqui não têm daqueles livros assim grandes (enquanto afastava as mãos para mostrar o tamanho), de capa dura, que possa usar como decoração na minha sala? Assim mesmo (...)