Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAY HELLO TO MY BOOKS

SAY HELLO TO MY BOOKS

30.11.18

Pequenos Fogos em Todo o Lado, Celeste Ng

Sandra
 Este livro é capaz de ter sido a desilusão do ano. Não por ser um mau livro, que não é, mas porque tinha quase a certeza que ia entrar para a lista de favoritos, e não entrou. O livro tem pouco mais de 300 páginas e até à página 100 (ou seja, um terço do livro) estava a achar uma seca, sem perceber de onde vinham todos aqueles elogios que tinha ouvido sobre ele. A primeira vez que ouvi falar no "Little Fires Everywhere" foi no Instagram da Reese Whiterspoon, atriz americana (...)
28.11.18

Diz-lhe que não, Helena Magalhães

Sandra
 Tinha criado um preconceito com este livro. Com este tipo de livros, na verdade. Achava que não era para a minha idade, que não tinha nada a aprender com ele, que seria uma perda de tempo. Mas a curiosidade fez me aceitar quando a Marta, do blog Viver a Viajar, se ofereceu para mo emprestar, depois de me ter falado bem dele. Aproveitei para o levar comigo de férias, já a prever que, mesmo que não gostasse, seria uma boa leitura de verão, (...)
22.11.18

Regras para Descolagem, Carolina Paiva

Sandra
 Tentei lê-lo sem me lembrar que conheço a Carolina. Queria ter uma opinião imparcial e, na verdade, isso foi mais fácil do que pensava. O facto de o protagonista ser homem ajudou a desviar qualquer ligação que pudesse fazer entre os seus pensamentos e tudo o que conheço dela (que é uma das minhas miúdas dos livros, parceira de Clube Literário e de regabofes no Whatsapp).   O título, um pouco rígido e (...)
14.11.18

Instante, Wislawa Szymborska

Sandra
 Sou picuinhas com a poesia que escolho para ler. Não leio muita, na verdade, mas a que leio sei, à partida, que vou gostar. É daquelas coisas que se sentem. Mas não pensem que o acaso tem mão nisto. Pesquiso e sigo dicas de pessoas cujos gostos literários confio. Aconteceu, por exemplo, com "Vinte poemas de amor", de Pablo Neruda, que roubei das estantes dos meus pais, assim como os Sonetos de Amor da Florbela Espanca - dois livros que não voltaram à origem e tomaram lugar (...)
09.03.18

A Contadora de Histórias, Jodi Picoult

Sandra
 Não se deixem enganar pela capa fofinha, é uma história de peso. Gostei muito deste livro. Nunca tinha lido nada da Jodi, por isso não tinha uma ideia formada sobre a "fórmula" que ela usa nas suas obras, como tanta gente diz. Fui de espírito aberto, apenas sabendo que tinha alguma coisa relacionada com o Holocausto. É um dos tema que mais gosto, mas só tinha lido livros de não ficcão. E este, mesmo tendo personagens e relatos ficcionados, mexeu comigo. E, quem leu, diga (...)
07.02.18

A Vegetariana, Han Kang

Sandra
(Fotografia tirada em Dezembro, com o mar das Caraíbas como cenário) "Antes de a minha mulher se ter tornado vegetariana, sempre pensei nela como alguém que não tinha rigorosamente nada de especial".  É assim que começa este livro tão badalado nos últimos dois anos, desde que foi traduzido para língua inglesa, em 2016, e nesse mesmo ano ganhou o Man Booker International Prize (quase dez anos depois da sua publicação em 2007, na Coreia do Sul). Tudo o que ouvi sobre o livro (...)